Reflexão sobre a CIRCULAR N.º 7/GJCP/CSMJ/2020. António Yannick Aragão

Reflexão sobre a CIRCULAR N.º 7/GJCP/CSMJ/2020. António Yannick Aragão

Vezes há que o melhor seria remetermo-nos ao silêncio, para não ser cáustico.
Mas isso seria concordar: (i) com a impontualidade dos Magistrados Judiciais; (ii) com o conteúdo da CIRCULAR N.º 07/GJCP/CSMJ/202; e (iii) com a clareza da eficiência e eficácia da referida circular.